Tom: Em
Intro: Em D Em

        Em
O vento chega,
C
sopra seco e 
Em
afiado
                  D
vem batendo tão pesado
       C         Em
Quer nocautear a noite
           C 
dos quarts
saem
              Em
gemidos disfarçados
                        D
E arranha-ceus desesperados
        C                Em
apontam pra barriga da noite
<- Estribilho
C                         Em
Noite talvez pelo seu tamanho
me faz sentir um corpo
  G
estranho
        D           Em
Nao lhe posso pertencer
Am
Noite eu lhe adoro e lhe 
Em
detesto
Mas me conformo com seu 
   G
resto
  D              G
O dia que vai nascer, vai
   Am          C    D Em
nascer, vai nascer
<-
Em    C
Carros possuem olhos
          Em
sempre acesos
                     D
atropelam qualquer medo
  C                        Em
Buzinando nos ouvidos da noite
        C
Mendigos com seus passos
    Em
vagabundos 
                   D
de remorsos tão profundos
          C       Em
cospem na cara da noite
Repete-> Estribilho
Solo: Em G F# F Em G F# F Em
Em    
Gritos
C
Cortam o peito do
Em
silencio
Murmúrios de nervos tão
D
tensos
      C
Ecoam na calada da 
Em
noite
           G
Prostitutas de insonia
    Em
Atrevida
                  D
Como corujas escondidas
        C            Em
embaixo das saias da noite
Repete-> Estribilho
Em
Chuva
C
de água mole em pedra 
Em
dura
                      D
viaja em nuvens tão escura
C                      Em
Urinando na boca da noite
            C
Cães vadios 
                Em
rosnam por sua falta
                    D
e vingam sua hidrofobia
C                       Em
Mordendo as pernas da noite
Repete-> Estribilho
Solo: Em
696,21
37,68


Enviada por Sem inscrição
Nº de acordes: 7

Facebook